sábado, 10 de dezembro de 2016

Pe. João Pubben, ANUNCIANDO A BOA NOTÍCIA...





Resultado de imagem para Julius Schnorr von Carolsfeld (1794-1872).




ANUNCIANDO A BOA NOTÍCIA...

Conhecemos diversos presépios e numerosos cartões de natal que nos recordam o nascimento de Jesus. Apresento-lhes uma figura que Vocês talvez ainda não tenham visto. O desenho foi feito em 1860 pelo artista alemão Julius Schnorr von Carolsfeld (1794-1872).
O quadro surgiu a partir do texto do Evangelho escrito por Lucas: “Os pastores voltaram, cantando a glória e os louvores de Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, segundo o que lhes fora anunciado” (2,20). Vê-se, à esquerda ao alto, o anúncio do nascimento de Jesus pelos anjos. Logo embaixo, há a visita e a adoração do Menino Jesus pelos pastores. No centro, três pastores transmitem a Boa Nova a colegas e mulheres. Eles atravessam uma ponte, eles “fazem a ponte” entre o que aconteceu de um lado e os que vivem do outro.
O desenho nos convida a fazer a seguinte pergunta: “Nós, que ousamos nos chamar de cristãs e cristãos, nos reconhecemos naqueles que contam a Boa Notícia ou naqueles que a ouvem?”
Para que o Natal não se torne uma festa romântica, é bom responder esta pergunta, partindo da situação real e concreta em que nós vivemos hoje, no mês de dezembro de 2016.

Feliz Natal, Irmãs e Irmãos,

joão pubben 

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Onde fincarei minha bandeira ?


Resultado de imagem para bandeiras esfarrapadas

Onde fincarei minha bandeira ?

As bandeiras sinalizam a pertença e o seguimento das utopias.
Cada um tem a sua.
Alguns têm a utopia de vencer na vida, galgar postos de prestígio, dinheiro e poder. Outros mais altruístas têm o sonho de ver a igualdade com justiça social. Outros ainda utopias messiânicas da instauração de sociedades governadas por enviados pessoais de Deus.
A imensa maioria, independente da sua utopia particular, pretendeu fincar sua bandeira no seu próprio lugar de origem.
Há uma construção geográfica de vida que faz criar raízes na base das lanças das bandeiras.
O que acontece quando o chão falta?
A última bandeira do cristão é a esperança, mas ela tem que ser fincada no chão, no monte ou na planície, mas sempre na terra, sua terra.
O que acontece quando a terra está consumida pela ganância de todos, indistintamente.
Vemos uma terra arrasada com mastros desnudos e farrapos amordaçados.
Onde fincarei minha bandeira?

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Ferreira Gullar



Tudo foi, é e será sempre criado pela palavra, mas o amor que tudo cria, é poesia.
O poeta não morre, se encanta nas palavras....